domingo, 18 de fevereiro de 2018

Com gol aos 43 do fim, Amadense vence a primeira e tira invencibilidade do Dorense

Dorense sofre gol no fim (Crédito: Divulgação)
O que parecia improvável, aconteceu. Na tarde de sábado, 17, com gol de Gláuber, aos 43 minutos do segundo tempo, o Amadense venceu a primeira partida no 100º Campeonato Sergipano de Futebol: vitória sobre o invicto Dorense por 1 a 0, em pleno Estádio Ariston Azevedo, em Nossa Senhora das Dores. O duelo foi válido pela sétima rodada do estadual. 

Com o resultado, o Amadense saiu da lanterna, mas não do Z-2: é a nona colocada com quatro pontos. O Dorense caiu para a quinta posição com dez pontos, mas continua no G-6 – e vai permanecer neste domingo, independente dos resultados de Sergipe x Confiança, em Aracaju, e Frei Paulistano x Lagarto, em Frei Paulo. 

As equipes voltam a campo no próximo fim de semana, em jogos válidos pela oitava rodada do estadual. No sábado, 24, às 15h35, o Dorense enfrenta o desesperado Socorrense na Arena Batistão, em Aracaju. No domingo, 25, às 15h35, o Amadense tenta sair da incômoda lanterna ao encara o Confiança, no Brejeirão, em Tobias Barreto.

Itabaiana abre 2 a 0 no primeiro tempo, mas cede empate ao Boca na etapa final

Equipes ficam no empate (Crédito: Youtube)
O Itabaiana bem que podia carimbar o passaporte para o Hexagonal de forma antecipada. Mas, na tarde de sábado, 17, a equipe deixou a vitória escapar em pleno Mendonção, em Itabaiana: o time vencia o Boca Junior por 2 a 0 – gols de Danielzinho e Ratinho, ambos no primeiro tempo – mas deixou o Boca empatar na etapa final, com gols de Wendel e Matheus Santana – este último em cobrança de pênaltis. 

Com o resultado, o Tricolor da Serra continua líder com 15 pontos. Pode perder a liderança caso o Sergipe vença o Confiança no Clássico da Paz que será realizado na tarde deste domingo. E a vitória do time rubro garante de vez o Tremendão no Hexagonal. Por outro lado, o Boca Junior continua no G-6: é o quarto colocado com dez pontos. 

As equipes voltam a campo no próximo domingo, 25, em jogos válidos pela oitava rodada do 100º Campeonato Sergipano. Os dois times jogam em casa. Às 15h35, o Boca Junior enfrenta o Frei Paulistano, no Francão, em Estância – duelo valerá classificação para o argentino genérico. Às 17h, o Itabaiana encara o Olímpico, no Mendonção, em Itabaiana – confronto valerá a liderança do estadual.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Com gol aos 46 do segundo tempo, Olímpico vence Socorrense e mantém invencibilidade

Olímpico vence com gol nos acréscimos
O Olímpico continua impossível neste estadual. Na tarde deste sábado, 17, o Dragão da Zona Sul venceu o Socorrense por 2 a 1, na Arena Batistão, em Aracaju. O duelo foi válido pela sétima rodada do 100º Campeonato Sergipano de Futebol e colocou, frente a frente, os finalistas da Segundona Estadual de 2017, no qual o Socorrense foi campeão nos pênaltis em jogo no Lelezão. 

Fabinho Cambalhota, no final do primeiro tempo, e Walasson, nos acréscimos da segunda etapa, marcaram os gols do Olímpico, invicto neste estadual. A equipe comandada por Givanildo Sales se mantém na terceira posição com 13 pontos e fica a uma vitória de carimbar a vaga no Hexagonal Final. 

O gol do Socorrense foi marcado por Ladson no segundo tempo. O Siri está em situação crítica: lanterna do estadual com um ponto, precisa vencer os três jogos que resta neste estadual para permanecer na divisão de elite do Campeonato Sergipano. 

As equipes voltam a campo no próximo fim de semana pela oitava rodada do estadual – penúltima da fase classificatória. No sábado, 24, às 15h35, o Socorrense encara o Dorense na Arena Batistão, em Aracaju. Será a chance do Siri manter o sonho de permanecer  na divisão de elite do estadual.  

No domingo, 25, às 17h, o Olímpico enfrenta o Itabaiana no Mendonção, em Itabaiana. Caso vença, garante a classificação antecipada para o Hexagonal do estadual. E o vencedor deste jogo pode ser o novo líder do certame. 

O JOGO

No reencontro das equipes, o Olímpico foi mais eficiente no primeiro tempo: aos 46 minutos, Fabinho Cambalhota aproveitou a chance e estufou a rede: 1 a 0. 

Na etapa final, o Dragão da Zona Sul teve a chance de ampliar. Aos 25 minutos, Cambalhota ficou sozinho na área e Emanuel espalmou. Na sobra, Pirambu emendou um chute e o goleiro do Siri evitou o segundo gol dos visitantes. 

Aos 35, mais uma chance para o Olímpico: Cambalhota ficou sozinho na área e chutou: Emanuel salvou mais uma vez. Logo em seguida, Pirambu arriscou da entrada da área e acertou a trave. 

Como “quem não faz, leva”, o Socorrense aproveitou a brecha na defesa adversária para empatar a partida. Aos 42 minutos, Muribeca cobrou a falta da esquerda e Ladson cabeceou com estilo: 1 a 1. 

Apesar do gol, o Olímpico continuou insistindo. E, aos 46 minutos, Alisson recebeu na área e tocou rasteiro para Walasson, que estufou a rede e decretou a vitória do Olímpico na Arena Batistão: 2 a 1.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Pulou? Agora vai dormir!

(Crédito: Eu Atleta/Globoesporte)
Para alguns o carnaval tem a ver com descanso e férias em família, mas, para muitos outros, é sinônimo de samba no pé, ingestão de bebidas alcoólicas, noites mal dormidas, alimentação inadequada - ou tudo isso somado a um clima de muito calor.

Cada um desses fatores é digno de atenção, mas a importância do sono é o que queremos ressaltar: recuperar o descanso perdido deve ser prioridade.

Além de proporcionar o descanso físico e mental, o sono é fundamental para que ocorram vários mecanismos fisiológicos e metabólicos, cuja alteração pode trazer consequências sérias para a saúde. O resultado vai além do comprometimento da disposição física: pode resultar no aparecimento de infecções.

O sono é o momento que o organismo recicla suas reservas energéticas, além de ser a fase em que vários hormônios são produzidos, como o GH (hormônio do crescimento que promove as reações de síntese, principalmente das proteínas musculares), inibe a produção de cortisol (que antagoniza a insulina) e também a leptina (que é responsável pela sensação de saciedade). Por isso, segundo o dito popular, “o sono alimenta”.

O sono é muito importante para recuperar o desgaste de uma noite de carnaval. A recomendação é tentar compensar a perda das horas habituais do sono noturno com uma “soneca” durante o dia.

Devemos lembrar que um déficit de sono pode cobrar um preço muito alto nos dias subsequentes, comprometendo a capacidade de trabalho, a disposição física, a resposta imunológica, e também o humor.

A diversão e algumas imprudências podem até ser aceitas nos dias de folia, mas recupere as horas de sono para não sair no bloco dos mau humorados na quarta-feira!

Fonte: Eu Atleta/Globoesporte

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Confiança derrota o Frei Paulistano por 2 a 0 e conquista primeira vitória no ano

Confiança consegue primeira vitória em 2018
Com poucos aplausos e muitas vaias, o Confiança conseguiu a primeira vitória em 2018. Na tarde deste sábado, 10, a equipe proletária venceu o Frei Paulistano por 2 a 0 na Arena Batistão, em Aracaju, em jogo válido pela sexta rodada do 100º Campeonato Sergipano de Futebol. Léo Ceará, que ainda perdeu um pênalti, e Frontini, que entrou no lugar do atacante, marcaram os gols do jogo. 

Com a primeira vitória em 2018, o Confiança trocou de posição com o próprio Frei Paulistano: subiu para a sétima posição com seis pontos, enquanto o time de Frei Paulo caiu para a oitava colocação, antes ocupada pelo time proletário, com quatro pontos. O Dragão se distancia da zona do rebaixamento e fica com o mesmo número de pontos do Boca Junior, último time no G-6. O Touro do Agreste fica a três pontos dos lanternas Socorrense e Amadense, que possuem um ponto. 

As equipes voltam a campo na tarde do próximo domingo, 18, em jogos válidos pela sétima rodada do estadual. Às 15h35, o Frei Paulistano enfrenta o Lagarto, no Titão, em Frei Paulo. Às 17h, o Confiança encara o Sergipe no Clássico Maior a ser realizado na Arena Batistão, em Aracaju. Será o primeiro clássico do time proletário neste estadual.

O JOGO
O Confiança começou em ritmo alucinante. E logo no primeiro minuto, Vitor Pio mandou para a área, a zaga do Frei Paulistano falhou e Léo Ceará desperdiçou a chance ao chutar para bem longe do gol. O Frei respondeu aos oito minutos em belo lançamento de Matheus para Magno que entrou na área, mas chutou para fora.

O Confiança chegava com facilidade na área adversária, mas não concluía em gol. Até que, aos 35 minutos, o estreante Léo Campos cruzou para a área e Léo Ceará, desequilibrado, chutou: a bola bateu no morrinho artilheiro e enganou o arqueiro Ivan: 1 a 0. Na festa, o atacante Léo Ceará reclamou com a torcida, ganhou o abraço dos companheiros e ouviu conselhos do técnico Aílton Silva.

A reclamação foi o suficiente para a torcida pegar no pé do jogador até o fim do primeiro tempo. Essa mesma torcida ainda viu o Frei Paulistano levar perigo ao gol de Genivaldo. Aos 42 minutos, em contra-ataque, Dagil lançou Magno que chutou cruzado, mas a bola não entrou.

Na etapa final, o Frei Paulistano continuou a levar perigo para a meta de Genivaldo. Aos três minutos, Léo Cotia recebeu na direita, mas ninguém chegou para completar. Aos nove, Matheus cruzou para a área, Genivaldo saiu mal do gol e Léo Cotia chutou: o zagueiro Renato Camilo tirou em cima da linha.

Aos 16 minutos, o Confiança teve a chance de ampliar: Everton Santos entrou na área e foi derrubado por Popô: pênalti. Léo Ceará foi para a cobrança e chutou no canto do goleiro, perdendo a chance de fazer o segundo dele e o segundo do jogo. As vaias voltaram com maior intensidade, e o técnico proletário não perdeu tempo e sacou o atacante para colocar Frontini.

E o técnico teve sorte. Aos 44 minutos, Raí cobrou escanteio da esquerda e a zaga afastou. Flávio pegou a sobra e chutou de longe: Ivan espalmou. Na sobra, Frontini mandou um chute fraco, o suficiente para mandar a bola para o fundo do gol e decretar a vitória: 2 a 0.

CONFIANÇA 2X0 FREI PAULISTANO (6ª RODADA)

Local: Arena Batistão, em Aracaju

Data: 10/2/2018

Árbitro: Diego da Silva

Auxiliares: Cleriston Clay Rios e Wendel Augusto Lino

Renda: R$ 5.679

Público: 713 pagantes (total: 854 torcedores)

Cartões amarelos: Vitor Pio e Flávio (CONF); Ney Maruim e Hélder (FREI)

Gols: Léo Ceará, 35´/1ºT – 1X0; Frontini, 44´/2ºT – 2X0

CONFIANÇA: Genivaldo, Arlan, Vitor Pio, Renato Camilo e Léo Campos; Lucas Vinícius, Flávio, Everton Santos e Ítalo (Raí, 34´/2ºT); Klenisson (Gabriel, 19´/2ºT) e Léo Ceará (Frontini, 25´/2ºT) – Técnico: Aílton Silva

FREI PAULISTANO: Ivan, Jorge (Edcarlos, intervalo), Ney Maruim, Alysson Baby e Matheus; Popô, Léo Cotia, Hélder e Índio (Deivid, intervalo); Dagil e Magno (Gabriel, 19´/2ºT) – Técnico: