quarta-feira, 13 de junho de 2018

Haja coração! Confira as dicas para evitar problemas cardíacos ao torcer nesta Copa

(Crédito: Stock Getty Images)
O 7 a 1 mexeu com os brios dos brasileiros. Na Copa do Mundo deste ano, a vontade é de dar a volta por cima e trazer o caneco para casa. A verdade é que o coração do torcedor está ansioso, e isso pode ser um problema para o próprio... coração. Pesquisas mostram que a atividade mental pode ser tão determinante quanto um exercício físico para determinar alterações cardíacas em pacientes cardiopatas ou não. Por isso, durante os jogos da Russia é preciso que o torcedor controle as emoções e não ultrapasse os próprios limites para aproveitar a festa sem correr riscos. Confira oito dicas para diminuir os riscos de problemas médicos durantes os jogos: 

1- Se estiver fazendo algum tratamento, não assista aos jogos sozinho. Sempre peça a companhia de outras pessoas; 

2- Não se esqueça de tomar a medicação regularmente. É prudente conversar com seu médico para saber se é ideal adiantar os remédios para a pressão alta para antes dos jogos; 

3- Evite o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, porque podem desencadear problemas cardiovasculares. Pequenas quantidades, como duas taças de vinho ou duas latas de cerveja, são quantidades razoáveis, desde que seu médico não tenha restringido totalmente por alguma razão clínica;

4- Evite consumir refrigerantes em excesso, principalmente aqueles que têm muita cafeína e adoçantes;

5- Evite exagerar nos energéticos, chás, guaranás e até certos chocolates pela quantidade de cafeína que, em pessoas sensíveis, provocam arritmias e leve elevação da pressão arterial;

6- Se achar necessário, tome um tranquilizante prescrito pelo médico ou aquele à base de fitoterápicos, que não necessitam de receita médica.

7- Caso seja muito ansioso, explosivo ou daqueles que perdem o controle frente à uma disputa esportiva, tome uma medida radical: não assista ao jogo e procure o que fazer para se distrair. Vá ao cinema;

8- Cigarro, derivados ou drogas proibidas, nem pensar.

Fonte: Eu Atleta/Globoesporte

Seleção Feminina de Vôlei Sentado treina em Aracaju visando Mundial na Holanda

(Crédito: Danilo Cardoso/CBVD)
No próximo mês a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei Sentado vai disputar o Mundial da modalidade, na Holanda. Doze atletas foram convocadas logo após a realização da primeira etapa do Campeonato Brasileiro em Aracaju, no último final de semana.

As atletas e a comissão técnica escolhidas pela Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) permanecem na capital sergipana até o próximo domingo. Na segunda-feira, 11, elas passaram por uma avaliação física e depois iniciaram a preparação. Vale destacar que a maioria da delegação atual conquistou a medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Estão programados três amistosos contra o Centro Integrado de Esporte Paratletas (Ciep), equipe sergipana atual campeã da Copa do Nordeste. As partidas acontecem nesta terça, quinta e sexta-feira, todas às 19h, na quadra do Colégio Master, no Bairro Jardins.

BRASILEIRO EM ARACAJU
Duas competições foram realizadas na capital sergipana neste final de semana. A equipe do Sesi-SP venceu a primeira etapa do Campeonato Brasileiro Feminino e o Anthares-AL conquistou o Campeonato Brasileiro Masculino Série Prata - Grupo A (Norte, Nordeste e Centro-Oeste).

Fonte: Globoesporte SE

Assesait se reabilita, massacra o Siririense e se classifica direto para a semifinal

(Crédito: Divulgação)
A equipe do Assesait se recuperou, e muito bem, da derrota para o Lagarto na última rodada. Na noite desta terça-feira, 12, pelo último jogo do grupo A do Campeonato Sergipano de Futsal, o time de Gláuber César goleou o Siririense por 7 a 1. O duelo aconteceu no Ginásio de Esportes Governador João Alves Filho, em Itaporanga D´Ajuda. 

Neto Negão (2x), Deivid, Gustavo, Lukinhas, Jadson e Caio Adrio marcaram os gols do Assesait, que terminou o grupo A na liderança com os mesmos 15 pontos do Lagarto, mas com saldo de gols melhor: 21x18. Sendo assim, o time itaporanguense se classificou direto para a semifinal. O vice Lagarto, juntamente com o Siririense – que ficou em terceiro com quatro pontos – se classificaram para a segunda fase (eliminatória). O lanterna Tobias se despediu com um ponto apenas. 

As equipes aguardam os últimos jogos do grupo B para conhecer os adversários na próxima fase. Faltando duas rodadas, o Educar (Glória) lidera com 13 pontos e não corre risco de ser ultrapassado, sendo classificado direto para a semifinal do torneio. Três equipes brigam pelas duas vagas restantes na 2ª fase: Real Independente/Sel. de Cumbe (Cumbe) é o vice líder com sete pontos; Real Moitense é o terceiro com seis pontos; Lei Seca/Tema (Monte Alegre) segura a lanterna com nenhum ponto conquistado.  

Vale lembrar que os confrontos da segunda fase serão de ida e volta e formados pela classificação das equipes em seus respectivos grupos – 3º do grupo A x 2º do grupo B; 3º do grupo B x 2º do grupo A. Nas semifinais os confrontos são fechados através da companha das equipes no estadual: 4º colocado geral x 1º colocado geral e 3º colocado geral x 2º colocado geral; 1º colocado geral x 4º colocado geral e 2º colocado geral x 3º colocado geral.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Representante da FSKE e do Clube União lança nota sobre medida do governo federal

Yoakan desabafa em nota sobre a MP
Dirigentes de entidades esportivas do estado começam a se pronunciar sobre a atitude do presidente Michel Temer que, na segunda-feira, 11, editou uma Medida Provisória (MP) que transfere parte dos recursos das loterias esportivas para a segurança pública.

No início da tarde desta terça-feira, 12, Yoakan Jocelis, presidente do Clube de Karatê União de Sergipe e representante da Federação Sergipana de Karatê Escolar (FSKE) lançou uma nota de repúdio à essa MP, via whatsapp. Confira o texto: 

NOTA DE REPÚDIO À NOVA MEDIDA PROVISÓRIA DA TRANSFERÊNCIA DE VERBA DO ESPORTE PARA SEGURANÇA

Somos sabedores de que cada um tem sua verba individualizada e não é salutar descobrir um santo para cobrir outro, pois somos sabedores que o esporte é um excelente antídoto contra a violência às drogas. A própria ONU fez vários estudos comprovando que o esporte socializa demais – e pq andamos na contramão dos países que dão valor ao esporte e que faz bem ao ser humano. 

No meu ponto de vista, deveria parar de pedir os 15 por cento das propinas de tudo que o país vai comprar – aí daria para tudo sem mexer em nada. O que vejo é um governo descompromissado com tudo que faz – ou melhor, que não faz. 

Yoakan Jocelis

Presidente do Clube de Karatê União de Sergipe e representante da Federação Sergipana de Karatê Escolar

Temer edita MP que tira verba do esporte e a transfere para segurança

Temer (Credito: Lance)
O presidente Michel Temer editou nesta segunda-feira, 11, uma Medida Provisória (MP) que transfere parte dos recursos das loterias esportivas, principal fonte de verba do Comitê Olímpico do Brasil (COB), do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), do Ministério do Esporte e do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), para a segurança pública. A notícia preocupa diversos setores do esporte, tanto de alto rendimento quanto o escolar e universitário, que nem sequer aparecem na previsão do texto do governo.

O segmento vem se mobilizando contra a aprovação da MP. Atualmente, 4,5% da arrecadação bruta das loterias vão para o Ministério do Esporte, que fica com parte do valor e repassa outra para o Comitê Brasileiro de Clubes e secretarias estaduais de esporte. Pela Lei Agnelo Piva, são repassados 2,7% da arrecadação, dos quais 1,7% ficam com o COB e 1% com o CPB. Se a MP passar, as entidades terão graves perdas. A medida do governo vai agora para avaliação do Congresso Nacional.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou: a estimativa é que a pasta receba R$ 800 milhões a mais neste ano com os repasses de recursos de loterias. Já estavam previstos no orçamento R$ 13 bilhões. Em 2022, a previsão é que a verba repassada pelas loterias alcance R$ 4,3 bilhões.

CONFIRA A NOTA DO CBC:

AS ENTIDADES, ATLETAS E ESPORTISTAS BRASILEIROS, VÊM PUBLICAMENTE MANIFESTAR SUA PREOCUPAÇÃO COM O RISCO TRAZIDO PELA MEDIDA PROVISÓRIA QUE TRATA DO REMANEJAMENTO DE RECURSOS DA ÁREA DE ESPORTE PARA A SEGURANÇA PÚBLICA, NO ÂMBITO DO GOVERNO FEDERAL. Em que pese entendermos que o investimento em segurança é muito importante e emergencial, não é sacrificando ainda mais as políticas sociais, que avançaremos na solução do problema da violência no Brasil.

O Esporte é hoje a política pública que mais contribui para retirar da rua crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, impactando significativamente na redução das desigualdades sociais. Estudos da ONU comprovam a importância do Esporte como fator de desenvolvimento humano e da busca pela paz, reduzindo diretamente os gastos das áreas de saúde e segurança pública, além de muitos outros de forma indireta.

O Brasil já convive hoje com a falta de uma política esportiva. A redução prevista na Medida Provisória do pouco que hoje é investido nos esportes educacional, de rendimento e de participação, em alguns anos ocasionará um aumento ainda maior nos já alarmantes índices de violência do País.

Em todo o mundo, o Esporte é um poderoso instrumento de prevenção à criminalidade.

NÃO VAMOS PERMITIR QUE O BRASIL ANDE NA CONTRAMÃO!

Fonte: Lance