terça-feira, 24 de abril de 2018

FSH realiza curso para árbitros e amantes do handebol

(Crédito: Portal Infonet)
Se você deseja ser árbitro de handebol – ou já é árbitro – e quer saber das regras da modalidade, fique ligado. A Federação Sergipana de Handebol (FSHb) realiza, de 11 a 13 de maio, o “V curso de formação de árbitros e atualização em regras de handebol”. 

O evento acontecerá no Sindicato dos Bancários, localizado no centro de Aracaju. O curso terá como ministrante o árbitro internacional da IHF e CBHb, Adriano Alves Rocha, e dá certificado de 30h. 

As inscrições vão até 30 de abril e devem ser feitas em horário comercial na Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), localizada na rua Monsenhor Silveira, 171, bairro São José (ao lado do Colégio Atheneu): para quem for estudante de Educação Física: R$ 60; público externo: R$ 100.

Equipes conquistam ouro e prata sob o comando do mesmo professor

Acássio (de amarelo) (Crédito: Facebook)
Uma curiosidade no voleibol sergipano. No fim de semana, o Colégio Purificação conquistou o título na categoria juvenil da Taça Raymundinho de Voleibol. O Colégio Santanna ficou com o vice. 

Os jogos aconteceram na quadra do Colégio Arquidiocesano, em Aracaju. 

Detalhe sobre esta conquista: tanto o Purificação como o Santanna são comandados pelo professor Acácio Nascimento. Inusitado não? Pelo menos para o professor “a felicidade foi dobrada”.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Sergipano é convocado para o Open Internacional de Paraatletismo

(Crédito: Comitê Paralímpico Brasileiro)
O atleta sergipano Alan Bezerra, da classe T12 (para atletas com baixa visão), foi convocado, pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, para representar a Seleção Brasileira de Paraatletismo no Open Internacional, que será realizado em São Paulo de 26 a 28 deste mês. 

Alan compete pela Associação Petrolinense de Atletismo (APA), de Petrolina-PE, clube que terá ainda mais dois representantes no torneio: Francisco Daniel e Josoaldo Coelho. 

O Open Internacional é a principal competição do esporte paralímpico realizada no Brasil este ano. O evento receberá 400 atletas, sendo 226 do atletismo e 174 da natação. Serão 13 países na disputa: África do Sul, Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Equador, El Salvador, Gana, Israel, México, Peru, Portugal e Turquia.

Com informações do Globoesporte PE

sábado, 21 de abril de 2018

Sergipe e ASA ficam no 0 a 0 pela estreia no Brasileiro da Série D

(Crédito: Portal Infonet)
A equipe do Sergipe começou mal a trajetória na Série C. Na tarde fria deste sábado, 21, feriado de Tiradentes, o time comandado por Edmilson Silva não saiu do 0 a 0 com o ASA-AL pela rodada de abertura do grupo A7 do Campeonato Brasileiro da Série D. O duelo aconteceu na Arena Batistão, em Aracaju, que contou com um público pequeno. 

As equipes voltam a campo no domingo, 29, às 16h, em jogos válidos pela segunda rodada do Brasileiro da Série D. O Sergipe encara o vice-campeão pernambucano Central, no Lacerdão, em Caruaru-PE. O ASA terá uma situação mais fácil de resolver: joga em casa, no Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca-AL, contra a Jacuipense-BA.

O JOGO
O Sergipe criou as melhores chances no primeiro tempo: chegou com perigo aos 14 minutos em cobrança de escanteio batida por Brendon, que Cláudio Baiano cabeceou no segundo pau e mandou a bola rente ao gol. Aos 31 minutos, Lulinha recebeu na área e cabeceou fraco para fora. Aos 34, Diego Paulista soltou a bomba em cobrança de falta de longe e obrigou Dida a espalmar a bola. 

Apesar de encontrar espaços na defesa arapiraquense, o time rubro era lento nos contra-ataques e cometia falhas na zaga. Aos 17 minutos, Marinho Donizete perdeu a bola para Juliano que chutou de longe: a bola desviou no zagueiro e quase entrou. Aos 44, André Beleza cobrou escanteio na esquerda, Nona desviou de cabeça e, com o gol aberto, Rômulo chegou atrasado na bola. 

Na etapa final, o Sergipe buscava o gol em chutes de fora da área. Aos 20 minutos, Marinho Donizete cruzou, a defesa afastou mal e Brendon pegou de prima, mas isolou a bola. Aos 28, Natan carregou a bola e chutou de longe: Dida espalmou, mas ninguém aproveitou. Aos 42, após cruzamento para a área, Carlos Alexandre cabeceou e a zaga do ASA tirou em cima da linha. 

O ASA, na etapa final, trabalhava as jogadas pelas laterais, principalmente com as enfiadas de bola nas costas do jogador rubro Marinho Donizete. Em sua melhor chance, aos 10 minutos, após cruzamento pela esquerda, Nona ajeitou de cabeça para Rômulo, que tentou o voleio, mas mandou por cima da meta de Jean.  Depois isso, conseguiu se defender e levou um ponto valioso para Arapiraca, um empate que chateou a torcida rubra. 

SERGIPE 0X0 ASA-AL

Local: Arena Batistão, em Aracaju

Data: 21/4/2018

Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães (SC)

Auxiliares: Clair Dapper (SC) e Eli Alves Sviderski (SC)

Renda: R$ 21.995

Público: 1.494 pessoas (1.159 pagantes/335 não pagantes)

Cartões amarelos: Carlos Alexandre (SER); Willames José (ASA)

SERGIPE: Jean, Rhuan, Cláudio Baiano, Carlos Alexandre e Marinho Donizete; Diego Paulista (Augusto Potiguar, 23´/2ºT), Brendon, Ramalho e Natan (Obina, 41´/2ºT); Lulinha (Fabinho Cambalhota, 7´/2ºT) e Nino Guerreiro – Técnico: Edmilson Silva

ASA-AL: Dida, Chiquinho, Willames José, Lucas Bahia e Lucas Piauí; Cal, Misso (Coutinho, 25´/2ºT), Juliano (Juninho, intervalo) e André Beleza; Rômulo e Nona (Jean Carlos, 18´/2ºT) – Técnico: Carlos Rabello

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Club Sportivo Sergipe passa por processo de reformulação pós-título estadual


Se a torcida do Sergipe ainda está em festa quanto ao título estadual conquistado no sábado, frente o Itabaiana, por outro lado os torcedores devem se preocupar: as notícias referentes ao time para o Brasileiro da Série D não são nada boas. 

Primeiro pelo pedido de demissão do técnico Elias Borges. Após fazer uma boa campanha no estadual, perdendo apenas dois jogos, o baiano recebeu um convite de outro time, passou para o “secretário-geral” Reinaldo Moura e não renovou o contrato com o Mais Querido do Estado. Edmilson Silva, que era o coordenador técnico e trabalhava como uma espécie de segundo treinador do clube, desistiu de fazer um curso nos Estados Unidos e assume o comando. 

Além da substituição na comissão técnica, nove jogadores foram dispensados: laterais-direito Dênis e Telo; volantes Vitor Garcia e Jorginho; meias Carlinhos e Da Silva; atacantes Léo, Lucas Dantas e Diego Ceará. 

Se nove foram dispensados, seis jogadores renovaram o contrato: o goleiro Jean, o lateral-esquerdo Marinho Donizete, os zagueiros Heverton e Cláudio Baiano e os volantes Diego Paulista e Ramalho. 

O atacante Fabinho Cambalhota, que volta ao clube do Siqueira Campos após cinco anos, e o lateral-direito Augusto Potiguar, eleito pela crônica esportiva o melhor da posição no estadual, são as únicas contratações. Eles estavam no Olímpico de Itabaianinha. A diretoria do Sergipe não descarta a contratação de mais jogadores para a Série D. 

ASA-AL

Para a partida contra a equipe arapiraquense, o time rubro trabalha com o objetivo de conquistar a vitória logo na estreia da Série D. Para o veterano Ramalho, será um jogo difícil. “Eu conheço a equipe, joguei lá em 2016. Eles fizeram um bom estadual este ano”. 

O goleiro Jean, que fechou o gol nas duas finais do estadual, ressalta que o duelo contra o ASA será uma grande partida, pois o campeonato é diferente. “A gente espera corresponder à altura e buscar os três pontos”, completou.

*Colaborou o jornalista Lucas Foppel